×

Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)

A +

A -

Padrão


Original

Contraste
×
Notícias

"Setembro Amarelo", pela Psiquiatra da Unidade de Saúde de Cotiporã, Samara Lima

Data de publicação: 14 de setembro de 2021
Fotos: Divulgação
Crédito da notícia: Secretaria de Saúde

“Falar sobre o Setembro Amarelo é falar sobre saúde mental, que influencia o comportamento e ações das pessoas, mas ainda é um tabu em alguns cenários. Mas por que falar sobre suicídio e saúde mental? Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) mostram que, a cada 40 segundos, uma pessoa tira a própria vida. Por ano, mais de 1 milhão de suicídios acontecem em todo o planeta.
Esta campanha surge para que nos aproximemos da saúde mental das pessoas e olhemos para este problema de saúde pública que atinge muitas pessoas, direta ou indiretamente.
 
Como identificar alguém que precisa de ajuda?
- Quando perceber que uma pessoa não demonstra mais interesse por coisas que gostava anteriormente;
- Apresenta comportamento retraído, com dificuldades de se relacionar com amigos e familiares;
- Remoe pensamentos de forma obsessiva e sem conseguir parar;
- Apresenta desesperança, solidão, impotência, falta de significado na vida;
- Demonstra alterações extremas de humor, como excesso de raiva, vingança, ansiedade, irritabilidade, pessimismo, apatia e sentimentos intensos de culpa ou vergonha;
- Possui casos de doenças psiquiátricas como transtornos mentais, de comportamento, personalidade e humor, etc;
- Fala sobre morte ou suicídio, deseja concluir afazeres pessoais e profissionais, doa pertences, visita vários entes queridos de uma só vez, escreve testamentos e cartas de despedida, entre outros.
 
E como você pode ajudar?
- Fale de forma carinhosa e sem julgamentos, ouça com atenção e se mostre interessado com a conversa;
- Fale sobre o assunto, sem medos e tabus;
- Tenha empatia, paciência e demonstre preocupação, cuidado e afeto;
- Converse com amigos e familiares da pessoa e se mantenha ao lado dela para ajudar e apoiar;
- Procure entender os sentimentos do próximo sem diminuir a importância deles;
- Não espere a pessoa dizer que quer se matar para buscar ajuda. Esteja atento aos sinais de alerta e leve a sério a situação;
- Busque Unidades e Profissionais da Saúde;
- Participe de grupos de apoio.
 
Você sabia que no Brasil existe uma instituição que oferece apoio emocional e atua na prevenção do suicídio?! Trata-se do Centro de Valorização da Vida (CVV). Caso precise conversar, basta ligar para o número 188 ou acessar o chat no site do CVV, os quais funcionam 24 horas por dia, em todos os dias da semana!"
- Psiquiatra da Unidade de Saúde de Cotiporã, Samara Camargo Paes Lima. 
 
Demais telefones úteis:
Unidade Básica de Saúde de Cotiporã: (54) 3446-2899 | 99611-1431
Serviço de Psicologia: (54) 3446-2891
CRAS: (54) 3446-2869 | 99664-8122
Conselho Tutelar: (54) 3446-2825
Corpo de Bombeiros de Veranópolis: (54) 3441-7066 | Urgências: 193

 







© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados à Prefeitura de Cotiporã/RS

topo