Rota turística já está cadastrada no Ministério do Turismo e abrange os municípios de Cotiporã, Dois Lajeados e São Valentim do Sul

 

Liderada pelo Prefeito de Cotiporã José Carlos Breda, Prefeito de Dois Lajeados Tiago Grando e Prefeito de São Valentim do Sul Jerry Ângelo Macagnan, ocorreu uma importante reunião para a tratar sobre a ligação asfáltica da Rota Águas e Vales. A rota turística, já cadastrada no Ministério do Turismo e no Governo do Estado do Rio Grande do Sul abrange os municípios Cotiporã, Dois Lajeados e São Valentim do Sul, os quais possuem, no decorrer do trajeto de 29,1 KM, atrativos turísticos e naturais. Com o projeto para pavimentação da via finalizado, estima-se um investimento superior a 30 milhões de reais para execução da obra.

Cada um dos três municípios envolvidos cadastrou a sua parte, no Ministério do Turismo. Cotiporã cadastrou o projeto para a realização da pavimentação em 8 KM, Dois Lajeados para 11,8 KM e São Valentim do Sul para 9,3 KM, cada qual no valor de 10 milhões de reais.

A reunião, realizada no dia 10 de maio, contou com a presença do Deputado Federal Nereu Crispin, Assessor do Deputado Dirceu Franciscon, Presidentes das Câmaras de Vereadores, Secretários, Vereadores e técnicos dos três municípios em questão e abordou a importância da rota, suas possibilidades de crescimento turístico, econômico e social para a região, bem como discutiu alternativas para materializar a pavimentação asfáltica da rota. Pela sua localização, a Rota Águas e Vales une as regiões Uva e Vinho, Vale do Taquari e Produção.

Efetuadas as condições básicas, o desafio é unir forças para a liberação dos recursos federais. Neste aspecto o Deputado Federal Nereu Crispin (PSL) assumiu esse projeto como sua bandeira na região, comprometendo-se a trabalhar junto ao ministério para a sua consecução.

Segundo o Prefeito José Carlos Breda, este movimento é o início da materialização de um grande sonho, a exemplo da Rua Bento Gonçalves em Cotiporã. “Extremamente importante que se dê o primeiro passo com a liberação de parte desses recursos, de modo que iniciado fica mais fácil de dar andamento”, afirmou Breda.