Receitas municipais continuam em queda livre.

Nos três primeiros meses deste ano, comparados com o mesmo período de 2016, a queda de receita foi de 3,16%, representando uma perda de 150 mil reais: “A perda só não foi maior, porque o município adotou algumas medidas necessárias, como cobrança dos devedores e revisão da planta de valores do IPTU” avaliou o Prefeito José Carlos Breda. 
Por outro lado, a despesa não recuou, mantendo-se nos mesmos níveis do ano passado, mesmo com todos os contingenciamentos e reduções, como antecipação do pagamento de férias para dezembro de 2016, corte de CC’s, horas extras, suspensão de subsídios entre outros. 
A Secretária da Fazenda Elisandra Scussel afirma que todos os esforços possíveis estão sendo realizados, tanto do lado da receita, quanto da despesa “O importante é mantermos um quadro de equilíbrio, mesmo num momento de recessão e perdas, assegurando o atendimento das demandas da comunidade, continuidade das obras previstas, manutenção dos serviços e pagamento em dia das obrigações e dos servidores municipais” conclui Elisandra. 
O Prefeito Breda e Secretária Elisandra agradecem a compreensão da comunidade bem como, afirmam que para superarmos os desafios é necessário o esforço e a união de todos.

 



 

Facebook