Na tarde de ontem, o Prefeito Municipal José Carlos Breda esteve reunido com o Secretario de Agricultura Neivaldo Turra juntamente com o Conselho de Desenvolvimento Rural para tratar sobre diversos assuntos referentes a agricultura municipal, como apresentação de dados e trabalhos realizados pela Secretaria neste ano, apresentação do relatório de atividades da Emater, discussão sobre convênios e programas desenvolvidos para os agricultores, além de outros assuntos voltados para o incentivo e qualificação da produção. Na ocasião estavam presentes o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Escritório Municipal da Emater, Conselho de Desenvolvimento Comunitário, Cooperativa Santa Clara e Associação dos Fruticultores do Rosário.
Breda agradeceu as entidades presentes e reforçou a importância da parceria com todas, dos programas desenvolvidos e do incentivo para com o agricultor, possibilitando uma produção diversificada e de qualidade.

A Prefeitura de Cotiporã através da Secretaria de Agricultura incentiva o produtor através de diversos programas. Entre tantos, encerrou nesta semana a entrega de alevinos 2016, a qual possibilita uma maior facilidade e condições para a aquisição de diversas espécies de alevinos. Só neste ano, foram entregues 8.460 alevinos atendendo a solicitação de 28 agricultores.
As entregas foram realizadas através do Programa Municipal de Incentivo ao Aumento da Produtividade Agrícola.
O Prefeito Municipal em Exercício, Ivaldo Wearich salientou ao entregar os alevinos a importância destes programas que visam o aumento da produtividade agrícola bem como, proporcionam alternativas eficazes para a propriedade.

Bovinocultores de leite de Cotiporã reuniram-se na última semana para um dia de campo na comunidade de Santos Anjos, sendo esta uma realização da EMATER juntamente com a Prefeitura Municipal e o Departamento de Política Leiteira da Cooperativa Santa Clara.
O Técnico em Agropecuária Jones Treviso da Cooperativa Santa Clara e o produtor Tiago Pitol Frizon explicaram sobre importantes fatores relacionados a bovinocultura de leite, como explanação sobre a produção de forragens e métodos de armazenamento, possibilitando aos agricultores o questionamento sobre qual é o verdadeiro rendimento das propriedades que estão sendo trabalhadas. Fertilidade do solo e a importância da manutenção da cobertura de solo, com o aproveitamento de dejetos como tecnologia de produção, também foram temas abordados pelo Engenheiro Agrônomo e Chefe do Escritório Municipal da Emater Valfredo Reali.
O Secretário Municipal da Agricultura Neivaldo Tura, ressaltou para os 45 produtores presentes, sobre os programas da Prefeitura de Cotiporã que visam o incentivo e benefício aos agricultores. O grande destaque foi o Programa de Pastagens Perenes que já está sendo executado a um ano, e na oportunidade se realizou uma avaliação do mesmo junto com os agricultores.
O grande ganho desta parceria entre a Prefeitura Municipal, EMATER/RS-ASCAR e as Cooperativas envolvidas na cadeia produtiva do leite, é a qualidade do produto e capacitação do produtor.

 

 

Cerca de 40 agricultores participaram de uma tarde de campo sobre Citricultura nas propriedades dos agricultores Horácio Pitol e Henrique Gromovski, na comunidade de Nossa Senhora Auxiliadora. O Prefeito em Exercício, Ivaldo Wearich e o Secretário de Agricultura Neivaldo Turra também estiveram presentes na tarde de campo.
Os agricultores cotiporanenses puderam entender melhor sobre os cuidados na implantação dopomar, como planejamento, escolha correta do local, questões ambientais, análise do solo para correção da acidez e fertilidade antes do plantio, dentre tantas outras técnicas importantes para o bom rendimento da produção.
A Prefeitura Municipal juntamente com a EMATER, dão condições aos produtores para desempenharem o seu trabalho com mais perfeição e poderem manter-se no meio rural, produzindo melhor, com menos agrotóxicos e menos custos.

Até o dia 30 de novembro, acontece em Cotiporã a campanha de vacinação contra a febre aftosa, na qual deverão ser vacinados bovinos e bubalinos com menos de 24 meses.
Nesta etapa não haverá doação de vacinas, tendo o produtor que adquirir as vacinas nas casas agropecuárias credenciadas e apresentar a nota fiscal na Inspetoria Veterinária da Prefeitura Municipal. É necessário que o produtor traga a classificação por idade e sexo dos animais da propriedade.
A responsabilidade da vacinação é do produtor rural e a manutenção da sanidade dos rebanhos é compromisso de todos.

 



 

Facebook